Família bendita




Texto Base: Atos 16:31

Introdução: Nenhum edifício pode ser edificado se não houver base sólida, caso contrário o destino da edificação será a ruína. Todo êxito, todo sucesso, seja na vida ministerial, empresarial, ou ainda social tem como base de sustentação a família. Se alguém deseja crescer, prosperar, avançar precisa antes de qualquer coisa estar ajustados em família.

Viver em família não é um fardo, um pesadelo, é uma benção, é um presente de Deus.  Nesse ano precisamos construir uma base sólida para a multiplicação, prosperidade e avanço. O ano de 2020 será um ano de crescimento extraordinário, as famílias estarão ajustadas e caminhando nos princípios que o próprio Deus estabeleceu.

Se você crê nisto, então se levante e seja instrumento de Deus na edificação deste propósito. Não murmure, não desista, não deixe que incredulidade visite sua alma.  Há alguns princípios que são fundamentais na edificação desta base:

1) Princípio da Fé - Para um servo de Deus uma relação familiar harmônica, pacífica, não é resultado de técnica ou terapia familiar, mas do exercício da fé. A família como um projeto de Deus é constantemente atacada por satanás. Esta batalha não acontece primeiramente no âmbito físico, antes em terreno estritamente espiritual. Daí como combater algo essencialmente espiritual com estratégias humanas.

Se sua casa está sendo alvo de bombardeios, pela fé tome posse das armas espirituais: oração, jejum, confissão da palavra, o sangue e o nome de Jesus e vença a batalha.

Declare hoje mesmo: pela fé minha família vai caminhar dentro dos planos e projetos de Deus.

2) Principio do Serviço -  É impossível servir a Deus e não servir a família. Mas, tem muita gente que está sempre pronta a servir no trabalho, na igreja, na escola, e não tem o mesmo prazer na família.

O apóstolo Paulo escrevendo a Timóteo, declara que “se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel”. (I Timóteo 5:8). Servir, não é obrigação, não é escravidão, mas privilégio.

Davi foi um homem que serviu sua nação, foi o maior rei da história de Israel, mas sua vida de serviço começou em casa, cuidando das ovelhas do pai, levando comida a seus irmãos que estavam na batalha.

Quanto mais servimos mais nos parecemos com Jesus. “Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”. (Marcos 10:45).

3) Princípio do Amor - Jesus falando aos seus discípulos sobre o fim dos tempos em Mateus 24:12 - Disse: “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará”. Estamos vivendo esta realidade, em muitas famílias o amor já esfriou e até mesmo se extinguiu.

Como servos de Deus precisamos estar atentos para que a chama do amor continue acesa em nossa casa. Os ventos contrários estão soprando, mas é nosso dever preservar acesa esta chama.

Quem ama não mede esforços para promover o bem-estar da família. Quem ama é humilde para reconhecer seus erros e para pedir perdão. Quem ama valoriza a família.

Conclusão: Ter uma família ajustada, vivendo dentro dos planos e projetos de Deus, não é um sonho distante ou uma realidade utópica, é perfeitamente possível.

Nossas famílias estão debaixo de um decreto profético e passarão por mudanças maravilhosas.  Se cumprirmos os princípios então um milagre que se chama “família abençoada” será estabelecido. Tudo depende de nós.

Compartilhar: