Desfrutar da presença de Deus



Texto Base Lucas 10:38-42

Introdução: A cada dia que passa estamos mais atarefados, o ativismo está presente em todas as áreas de nossa vida. Este fato também é uma realidade no Reino de Deus, trabalhamos, pregando, lendo a palavra, cuidando da visão do ganhar, consolidar, discipular e enviar. Precisamos atentar para as motivações do nosso coração, para não nos enganarmos pensando que estamos impressionando a Deus com o que fazemos.
Não podemos nos dedicar ao Senhor com motivações errôneas. Precisamos trabalhar e ao mesmo tempo nos auto-confrontar. Talvez estejamos trabalhando em busca de reconhecimento, benção ou até mesmo por competição. Motivações tais como estas estão erradas.
Muitos confusos em suas motivações estão trocando presença de Deus por:

· Trabalho:
A palavra nos conta que Marta andava distraída e mesmo tendo Jesus em sua casa não desfrutou de sua companhia porque estava ocupada com afazeres domésticos. Não há nenhum problema em arrumar a casa, porém o que não podemos fazer é trocar o relacionamento com Jesus pelo trabalho.
· Bens Materiais: (ler Lucas 14:17-24), esta parábola mostra que muitos valorizam carros e outros bens mais que o próprio Deus que servem. Quantas pessoas estão na casa do Senhor, porém não desfrutam da presença e da palavra de Deus porque está com o pensamento em seus bens, casa.
· Família: há quem diga mas a família está em primeiro lugar depois vem as atividades da igreja. Nesse estudo estamos falando da presença de Deus. De um tempo de qualidade que todos precisam ter com Ele. Nesse aspecto existem sim pessoas que quando solteiros moviam-se desesperadamente pela presença de Deus, porém depois da benção do casamento colocaram a esposa o marido em primeiro, segundo, terceiro... lugar em suas vidas.
Há um princípio determinado na Palavra: Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus 6:33) .

Só há uma maneira de saber se estamos servindo a Deus com a motivação correta: quando reconhecemos que nada é mais importante que Sua presença.

Cuidar de suas obrigações, zelar pelos seus bens e família nada é impedimento a um relacionamento íntimo e pessoal com Jesus. Maria escolheu desfrutar da presença de Deus, ela ficou aos pés de Jesus. Reconhecendo que nada é mais importante que a presença de Jesus.

Conclusão: Ha tempo para todo propósito debaixo do céu é isso que afirma a Palavra. Todos nós precisamos ter um tempo especial, reservado exclusivamente ao nosso Deus. E o trabalho, os bens, a família? Tudo isso é importante mas não podem nos roubar da presença de Deus.
Se sua vida está marcada por um ativismo louco, que não te sobra tempo para nada, você precisa urgentemente voltar-se para a cruz e se arrepender, caso contrário você perderá a melhor parte em servir a Deus que é desfrutar da presença de Deus.

Compartilhar: