Alicerces de uma família feliz

 

Texto Base: Atos 16:31
Introdução: Nenhum edifício pode ser edificado se não houver base sólida, caso contrário o destino da edificação será a ruína. Todo êxito, todo sucesso seja na vida ministerial, empresarial, ou ainda social tem como base de sustentação a família. Se alguém deseja crescer, prosperar, avançar precisa antes de qualquer coisa estar ajustados em família.

Uma família equilibrada gera filhos, ministros, empresários, cidadãos equilibrados. Uma família que caminha nos princípios estabelecidos por Deus gera filhos preparados para experimentar o melhor de Deus.

A família é o bem mais precioso que alguém pode possuir. Deus estabeleceu a família, logo viver em família é fazer a vontade de Deus.

Se você crê nisto, então se levante e seja instrumento de Deus na edificação deste propósito. Não murmure, não desista, não deixe que incredulidade visite sua alma. 
Há alguns princípios que são fundamentais na edificação desta base:

1) Princípio da Fé

Para um servo de Deus uma relação familiar harmônica, pacífica, não é resultado de técnica ou terapia familiar, mas do exercício da fé.

Pela fé se vê o futuro sob a ótica divina e se recebe as promessas de Deus. Com esta mesma fé se enfrenta as dificuldades, se destrói fortalezas e se caminha na direção da promessa recebida.

Um filho que não acredita na conversão do pai ou um pai que não crê na possibilidade de mudança de um filho nunca vai experimentar o sobrenatural de Deus.

A família como um projeto de Deus é constantemente atacada por satanás. Esta batalha não acontece primeiramente no âmbito físico, antes em terreno estritamente espiritual. Daí como combater algo essencialmente espiritual com estratégias humanas.

Se sua casa esta sendo alvo de bombardeios do adversário, pela fé tome posse das armas espirituais: oração, jejum, confissão da palavra, o sangue e o nome de Jesus e vença a batalha. 

Declare hoje mesmo: pela fé minha família vai caminhar dentro dos planos e projetos de Deus. 

2) Principio do Serviço

É impossível servir a Deus e não servir a família. Mas, tem muita gente que está sempre pronta a servir no trabalho, na igreja, na escola, e não tem o mesmo prazer na família. O apóstolo Paulo escrevendo a Timóteo, declara que “se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel”. (I Timóteo 5:8).
Servir, não é obrigação, não é escravidão, mas privilégio.  Há jovens e adolescentes que trabalham bastante na igreja, isto é louvável, mas a família é nossa primeira célula. Se alguém serve na igreja e não serve em casa o julgamento que fazemos é que esta pessoa está em busca de reconhecimento, quer ser notada.

Davi foi um homem que serviu sua nação, foi o maior rei da história de Israel, mas sua vida de serviço começou em casa, cuidando das ovelhas do pai, levando comida a seus irmãos que estavam na batalha.

Quanto mais servimos mais nos parecemos com Jesus. 

“Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”. (Marcos 10:45).  

Compartilhar: