Viva em Santidade! - Final



Texto Base: Levítico 11:45

Introdução: todos os dias temos que enfrentar o inimigo que ferozmente se levanta em sua tríplice missão de matar, roubar e destruir. Diante desse embate não podemos abrir mão da arma mais poderosa que o Senhor nos entregou, santidade. A coisa exige seriedade, não podemos fingir, simular um viver santo, é questão de sobrevivência sermos santos.

Não é novidade que a intenção do adversário é tirar a vida de líderes sejam eles pais de família, líderes de célula, líderes de geração líderes de ministérios, pastores ou apóstolos.

Nos tempos de Daniel e dos seus companheiros, ele tentou tirar a vida deles e só não conseguiu por que eles viviam em santidade. Hananias, Mizael e Azarias, foram lançados no fogo porque não se curvaram a idolatria.  No capítulo 3 do livro do profeta Daniel está escrito que o rei Nabucodonozor mandou construir uma grande estátua sua, frente a qual todos os moradores da Babilônia deveriam se prostrar e adorar. Seu principal objetivo era unir seu reino em torno de uma única entidade espiritual.  Ao soar da trombeta, todos se prostraram, menos, os três companheiros de Daniel. Como resultado foram lançados em uma fornalha, mas por causa da vida de santidade, o próprio Deus entrou na fornalha e neutralizou o poder do fogo e da morte.

Daniel foi lançado cova dos leões, mas saiu de lá ileso. Qual a razão? Desde que chegou a Babilônia, Daniel sabia que teria que enfrentar muitos inimigos e por isso logo na chegada fez a opção se manter santo, de não se contaminar com pratos da Babilônia. Leia Daniel 1:8.  

Você sabe que todos os dias somos tentados a abrir mão de nossas convicções de fé, mas precisamos nos manter firmes e decididos. Não podemos ceder aos apelos da carne, das circunstâncias, da conveniência. 

A contaminação, a falta de firmeza diante dos decretos do mundo denuncia um caráter duvidoso e fraco e leva o homem a morte.

Ser santo é possível, alcançamos a santidade quando:

3) Alimentamos o Espirito

Embora isso seja algo tão obvio, é sempre bom relembrar: temos que alimentar o nosso espirito. Quanto mais forte ele estiver, mais fraca estará nossa carne.
Jesus um dia disse que “o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem” (Mateus 15:11). Mais a frente (Mateus 15:17-18) Ele continua dizendo: “Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem”.

Nessa analogia Jesus queria dizer que o que entra pela boca fortalece o corpo, mas o que sai revela o nível de fortalecimento do espirito. Como está o nível de fortalecimento do seu espirito? Como você tem alimentado o seu espirito? Quanto tempo você investe diariamente no fortalecimento do seu espirito? Precisamos investir tempo na leitura da Palavra, na meditação, na oração, na célula, nos cultos, na propagação do evangelho de Cristo. Quando sistematicamente nos dedicamos a esses valores, logo eles se tornam parte de nossa vida e naturalmente somos fortalecidos.

Quanto mais próximos estivermos de Deus, certamente estaremos mais distantes do pecado.

Conclusão: Que isso fique bem claro: viver em santidade, jejuar, orar, se alimentar da Palavra de Deus não é opção, é necessidade básica de sobrevivência. Quem despreza a santidade, corre um sério risco de morte.

Compartilhar: