Unção de Conquista - Parte 2



Texto Base: 1 João 2:27
Introdução: Deus nos escolheu para que sejamos referenciais do Seu poder aqui na terra, esta é uma realidade que precisa ser abraçada e vivida.  De acordo com a palavra que recebemos na semana passada, precisamos nos manter motivados, crendo apesar das lutas, das dificuldades que todos as promessas que já foram liberadas na nossa direção se cumprirão.
A motivação é uma identificação, uma marca espiritual visível na vida de quem está coberto pela unção da conquista. Essa semana vamos ver outras marcas que identificam essa unção:
2) Outras duas marcas são a fé e a perseverança
Costumo dizer que nunca se falou tanto em fé como em nossos dias, é fé para todo lado. A fé está estampada em camisetas, capacetes, adesivos, xícaras, pratos, etc. Você liga a televisão e os pastores, apóstolos e bispos estão lá falando de fé. Nas redes sociais tem sempre algum amigo compartilhando algum tipo de material relacionado a fé.  Agora apesar de tanta divulgação da fé, pouco se tem praticado. 
Muitos estão se esquecendo do que está escrito em Tiago 2:26 “Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta”. Que obras são essas? As ações que praticamos em obediência a Palavra de Deus.
Por exemplo: Todos querem ter uma vida financeira equilibrada, abençoada, mas muitos se recusam cumprir os princípios das primícias, do dízimo e das ofertas. Outros, em caso de doença almejam a cura, mas só buscam a solução nos médicos e nos medicamentos, poucos chamam os líderes da igreja e se submetem a oração da fé e a unção. Nossa fé só terá resultado se for ativada com atos de submissão a Palavra de Deus.
Quer conquistar um casamento abençoado? Então se submeta aos princípios estabelecidos por Deus para esse fim, lute para manter acesa a chama do amor, da cumplicidade, do cuidado mútuo, da concordância. O curioso é que muitos conhecem esses e outros princípios, mas nem todos operacionalizam a fé, ou seja, não se submetem, não praticam a Palavra de Deus e o resultado, a vida conjugal permanece na mediocridade porque fé sem atitudes, não gera resultados.
A fé vai nos impulsionar sempre a perseverança.
O homem e a mulher de fé sabem que se Deus prometeu, não importa quanto tempo vai passar até que a promessa se cumpra, não importa se no meio do caminho as adversidades, os problemas vão se levantar, o importante é que alma está firme e confiante e já visualiza o dia da vitória.
Deus nos chamou para uma vida abundante, mas essa abundancia é uma conquista que não se alcança na sua totalidade imediatamente, não! Essa é uma promessa que exige tempo, é uma conquista progressiva. Por isso quem não tem sobre sua vida o manto da perseverança pula do barco sem desfrutar o fruto da promessa. Lembre-se sempre do que está escrito em Hebreus 10:38: “Todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma”.
Conclusão: creio que essa unção de conquista já está sobre sua vida. Não permita que o diabo roube nenhuma marca que te identifica e te qualifica como conquistador. Exerça em qualquer circunstância a motivação, a fé e a perseverança.
Avisos: Quarta: Rede de Homens | Quinta: Campanha Profética | Sexta Shabbat | Inicio da Conferência Ajustando o Foco.    

Compartilhar: