A Presença de Deus em Mim





Texto Base: Hebreus 9:2-4

Introdução: Muitas mensagens já foram pregadas e muitos artigos já foram escritos sobre a arca da aliança e os elementos que estavam em seu interior, mas esse assunto é inesgotável e merece sempre destaque. A arca como já sabemos representava a presença de Deus no tabernáculo edificado por Moisés e depois no templo construído por Salomão. Era um móvel de madeira, revestido com ouro puro. Tinha como tampa o propiciatório com um formato de coroa e que também era de ouro. Sobre a tampa estavam dois querubins de ouro batido, colocados um de frente para o outro e com suas asas estendidas.

Hoje nós sabemos que o tabernáculo, o templo somos nós (I Cor. 3.16). Logo profeticamente a arca (presença de Deus) deve estar em nosso interior. Um templo sem a presença de Deus não tem valor, poder e muito menos autoridade. Existimos para transportar a glória de Deus!

Observando o livro de Hebreus podemos ver claramente que três objetos eram conservados no interior da arca: “o maná, e a vara de Arão, que tinha florescido, e as tábuas da aliança”. Esses três objetos também apontam para o que não pode faltar em nós:

1) Maná

Esse foi o pão que o Senhor enviou do céu para sustentar o seu povo no deserto. O maná prefigurava Jesus e foi Ele mesmo fez essa revelação em João 6:35: “E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede”.

Para termos a presença de Deus em nós é preciso permitir que Jesus faça morada em nosso coração. Jesus é o nosso único e suficiente salvador. Sem Ele jamais teremos acesso a Deus. Ele é o Caminho!

No deserto os Hebreus foram alimentados pelo maná. Hoje o que nos sustenta em meio aos desertos da vida é Jesus!  

2) Vara de Arão

A vara de Arão era um símbolo poderoso de autoridade. Como sacerdote, pastor do rebanho do Senhor, Arão precisava de uma vara para conduzi-los.

Em um determinado momento da caminhada sua autoridade foi colocada em suspeita. Deus então deu uma ordem a Moisés: “Fala aos filhos de Israel, e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreverás o nome de cada um sobre a sua vara... E será que a vara do homem que eu tiver escolhido florescerá; assim farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós”. (Números 17:2-5)

A vara seca, de amendoeira floresceu, mostrando que o Senhor o havia escolhido. Essa vara também aponta em nossos dias que somos fruto da escolha de Deus e na autoridade e poder do Espirito Santo podemos fazer prodígios e maravilhas.

3) As tábuas da Lei

Esse elemento é importantíssimo, pois não podemos caminhar sem direção e é a Palavra de Deus que ilumina nossos passos.

Vivemos em uma geração onde as pessoas fundamentam suas ações, suas decisões nas emoções o que tem gerado fracasso e decepções.

A palavra de Deus é o que nos garante decisões acertadas e abençoadas, por isso precisamos conhece-la em profundidade. ( Leia o Salmo 1:1-3)  


Conclusão: A presença de Deus nos dá vitória, nos dá força para enfrentar e vencer os obstáculos. Por isso que esses elementos proféticos sejam encontrados sempre em nosso interior.

Compartilhar: