Tenho as marcas de Cristo

Texto Base: Gálatas 6:12-17

Introdução: Neste texto o apóstolo Paulo, deixa bem claro que as marcas que um escolhido por Deus, deve possuir são as marcas de Jesus. No contexto em que essa carta foi escrita, muitos líderes estavam voltando a prática da circuncisão, para não passar por perseguições o que Paulo com veemência combateu, estavam marcando seu corpo superficialmente, rejeitando as marcas profundas de identificação com Jesus.

O apóstolo Paulo possuía marcas profundas em seu corpo, marcas que demonstravam o seu total envolvimento com Deus e sua obra conforme esta registrado em Atos 16:37 e II Corintios 11:25.

A semelhança de Paulo Deus está levantando crentes maduros que não terão medo de se sacrificar em favor da família, igreja, do próximo. Isso é muito importante, pois infelizmente estamos vivenciando um tempo onde as pessoas correm em busca de facilidades.

Jesus foi ferido, rejeitado, desprezado e como seus seguidores, não podemos fugir, rejeitar estas marcas. Um crente que ama e se identifica com Jesus, como Paulo:

Em primeiro lugar: não teme as tribulações (Leia II Co 12:7-10)

O crente que teme passar pelas tribulações, pelas as aflições não cresce porque as lutas são ferramenta de Deus para o nosso crescimento. Está passando por problemas, enfrentando lutas? Não fuja da tribulação encare-a de frente e cresça.

Em segundo lugar: não teme a provação

O deserto é um lugar de treinamento. Apesar de muitos crentes acreditarem que Deus não prova a Palavra mostra o contrário é só ler Dt 8:2-4

O deserto deixa marcas que podem te levar a morte ou a vida. Na experiência do povo hebreu, muitos morreram no deserto por causa da incredulidade e da murmuração. O próprio líder Moisés não suportou o deserto.

No deserto Deus nos prova para saber o que esta em nosso coração. Felizes são os que passam nas prova, pois alcançam a promessa.
Terceiro lugar: não teme as perseguições

Em nossa nação o evangelho pode ser anunciado abertamente, o que não acontece em todas as nações do mundo. Nos países árabes, onde o muçulmanismo domina, cristão são perseguidos, maltratados e até mortos. Pensar em uma situação como essa, ter que enfrentar uma condição tão adversa parece loucura, pois estamos acostumados com a “liberdade”. Apesar de não enfrentarmos uma perseguição tão intensa, ainda assim por causa da nossa decisão de servir a Deus muitas vezes somos perseguidos por familiares, parentes e amigos.

O apóstolo Paulo possuía as marcas de Jesus e se mantinha alegre em todas as condições pelas qual passava. Fil 4:10-13

Conclusão: Infelizmente em nosso meio pouco se ouve mensagens como essa de identificação com Jesus na dor, sofrimento, lutas, mas se queremos ser usados por Deus, precisamos ter a semelhança de Jesus em tudo. João 16:33: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. 

Compartilhar: