Crer contra esperança

Texto Base: Rm 4:18-21

Introdução: Muitas vezes olhamos as circunstâncias, para os grandes e graves problemas que se levantam contra a saúde, as finanças, a família, a vida espiritual, perdemos a esperança de que algo diferente possa acontecer. Nesses dias inevitavelmente nos desanimamos e nos conformamos. Porém, a Palavra de Deus nos ensina que podemos crer mesmo quando não há perspectiva nenhuma.
Mesmo quando aquela voz quer fala no fundo da alma que não tem jeito, é impossível, não dá  ainda assim existe uma esperança. Na Bíblia aprendemos que podemos crer mesmo contra a esperança.

Abraão e sua fé contra a esperança

Não havia nenhuma possibilidade de Abraão aos 100 anos de idade se tornar pai, além disso, Sara sua esposa era estéril, e também já estava em idade avançada, já estava com 90 anos. Sara já havia passado da menopausa,  humanamente falando não havia possibilidade nenhuma de que ela pudesse gerar um filho.
Naturalmente não havia possibilidades, naturalmente era impossível. Não havia precedentes, Abraão não havia visto nenhum milagre anteriormente. Não havia exemplos que isto era possível que acontecesse, mas ele creu naquilo que Deus lhe falou. Mesmo contra a esperança decidiu crer que  Deus encontraria uma saída. E assim aconteceu.
Crer contra a esperança. É olhar e não ver saída, é não encontrar meio humano de solução, é não ver como as coisas possam mudar, mas mesmo assim saber que Deus é poderoso e irá fazer aquilo que for necessário para que as coisas aconteçam.

Eliseu e sua fé contra a esperança

A história seguir mostra que é possível crer contra a esperança e aqueles que duvidam estarão privados de participar das bênçãos decorrentes da fé.

LEIA :I Rs 6:24-7:20
Quando a cidade de Samaria estava sitiada, uma cabeça de jumento (usada para se comer, talvez fazer uma sopa de cabeça de jumento!) era vendida pelo preço de oitenta siclos de prata (em torno de um kg de prata). Ninguém podia crer que esta situação mudaria a curto prazo. Mas Eliseu creu e declarou. No outro dia a mesma hora se vendia uma quantidade equivalente a aproximadamente 350 Kg de farinha por 11,4 g de prata. O soldado que duvidou, viu o milagre, mas não experimentou dele.

Conclusão: Estamos acostumados a crer naquilo que percebemos ser possível. Costumamos crer naquilo que pelo nosso raciocínio encontramos alguma solução. Quando não vemos saída de forma natural e possível humanamente falando nos desanimamos. Porém, aquele que ousar crer mesmo quando não há saídas, esta pessoa experimentará a poderosa mão de Deus vindo a seu favor. Esta pessoa verá as maravilhas de Deus e presenciará o resultado de sua fé. Verá a solução para as situações que não tinham saída.

Compartilhar: