Sua vitória está a caminho - Parte 1


Texto Base: II Ccrônicas 20:17 

Introdução: Nossa luta contra o inferno é diária e constante, não permite trégua. Desde o dia em que nos posicionamos ao lado de Jesus, automaticamente declaramos guerra contra satanás e os demônios. Esta é uma realidade incontestável e que precisa estar viva na memória de cada servo de Deus, para que ninguém seja pego de surpresa.

Somos valentes de Deus, Ele “não nos deu espírito de covardia...” conforme está escrito em 2 Timóteo 1:7. Ao contrário temos em nossa alma o registro da Sua imagem e semelhança. Nosso Deus é general de Guerra, bem diferente do nosso adversário que é um espírito covarde, pois sempre que se vê diante de um guerreiro que resisti firme às suas investidas, ele foge.

Estar plenamente consciente da nossa condição de guerreiro é garantia de vitória.  

É evidente que diante de muitas batalhas nos sentimos fracos, por oras pensamos que vamos ser destruídos. Foi exatamente isso que aconteceu com o rei Jeosafá.

Jeosafá apesar de ser temente a Deus, ter uma vida reta diante D’Ele, quando soube que os amonitas e os moabitas estavam a caminho para guerrear contra sua nação (Judá), temeu que seus inimigos o derrotassem, afinal de contas os inimigos estavam em maior número e eram mais fortes que eles. Diante desse quadro, Jeosafá fez o que todo servo de Deus deve fazer: se humilhou, orou, jejuou, buscou ao Senhor.

Jeosafá não fugiu da batalha, mas também não tomou nenhuma atitude precipitada, simplesmente se lançou diante do Senhor dizendo: “...porque em nós não há força para resistirmos a essa grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que fazer; porém nossos olhos estão postos em ti”. II Cr 20:12

Deus respondeu ao clamor de Jeosafá, pela boca do profeta Jaaziel ele pode ouvir: Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco.

Creio que diante das lutas, das afrontas que você vem sofrendo, hoje Deus, também te dirá o mesmo: Nesta batalha você não terá que pelejar.

É óbvio que não ter que pelejar não é relaxar, se omitir, fingir que nada está acontecendo. A palavra profética não parou nessa frase, o Senhor disse que Jeosafá e seu povo não teriam que lutar, mas deveriam tomar três atitudes:

Primeira atitude: Tomar posição

Essa atitude de tomar posição é literalmente estar diante de Deus. Enquanto o inimigo esta caminhando na nossa direção para lançar as setas, os dardos inflamados, como povo de Deus precisamos estar diante do Senhor.

Muita gente frente as batalhas da vida, ao invés de correr pra Deus, se refugiar aos pés da cruz, de caminhar para a Casa de Deus, se refugiam na depressão, na solidão, na angústia. Em tempos de guerra o melhor lugar para se estar é na presença de Deus.

Jeosafá ao receber a promessa de livramento aconselhou seu povo a crer em Deus e nos Seus profetas e em seguida ordenou aos levitas que acompanhasse o exército ministrando louvores ao Senhor. Isso está registrado em II Crônicas 20:20-21:

20 - E pela manhã cedo se levantaram e saíram ao deserto de Tecoa; e, ao saírem, Jeosafá pôs-se em pé, e disse: Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém: Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e prosperareis;
21 - E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem à Majestade santa, saindo diante dos armados, e dizendo: Louvai ao SENHOR porque a sua benignidade dura para sempre.


Diante da guerra que você esta enfrentando tome posição de estar na casa de Deus, louvando a Deus, buscando Sua presença. 

Compartilhar: